Este grupo existe na paróquia desde o ano de 1985 e conta actualmente com 106 associados.

O Apostolado da Oração tem por principal actividade a oração, meditação e contemplação.

Todas as primeiras sextas-feiras do mês dinamizam a Adoração do Santíssimo, incentivam os seus associados à oração através da pagela diária, rezam e divulgam as intenções do Papa para cada Mês (ver aqui)

Anualmente organizam e preparam uma peregrinação ao Santuário do Cristo Rei, em Almada, seguida de Eucaristia.

Origem do Movimento

O Apostolado da Oração teve origem numa casa de estudo da Companhia de Jesus, em França (Vals, perto de Le Puy), na festa de S. Francisco Xavier do ano de 1844.

Naquela ocasião, o Padre Espiritual do Colégio – P. Francisco Xavier Gautrelet – fez uma conferência aos estudantes, em que explicou como podiam eficazmente satisfazer o desejo de colaborar com os que trabalhavam nos vários campos de apostolado para a salvação dos homens. Podiam fazê-lo, sem interromper o seu trabalho principal, que era o estudo, oferecendo com fim apostólico as suas orações, os seus sacrifícios e trabalhos.

As ideias propostas pelo P. Gautrelet, que constituem o fundamento do Apostolado da Oração, foram recebidas com entusiasmo pelos estudantes e divulgadas primeiro nas terras vizinhas do colégio e depois em toda a França.

Para difundir estas ideias, o próprio P. Gautrelet propôs uma pequena organização com o nome precisamente de «Apostolado da Oração», que teve a aprovação do Bispo de Le Puy e, em 1849, alcançou as primeiras indulgências do Papa Pio IX.

Desenvolvimento

A divulgação propriamente dita do Apostolado da Oração deve-se principalmente ao P. Henrique Ramière, também ele da Companhia de Jesus, que deve considerar-se o verdadeiro fundador, divulgador e organizador do Apostolado da Oração no mundo.

O P. Ramière, por meio de numerosos escritos, em que soube harmonicamente unir a simplicidade de expressão e a profundidade de pensamento teológico, propagou o Apostolado da Oração em todas as classes de pessoas e a todos os níveis, e deu à Obra forma definitiva e organização estável.

À morte do P. Ramière (1883), o Apostolado da Oração tinha já 35 mil centros, com mais de 13 milhões de associados nas várias partes do mundo.

O Apostolado da Oração em Portugal

O Apostolado da Oração chegou a Portugal em 1864, trazido pelo italiano P. António Marcocci. Mas o grande impulsionador foi o seu colega P. Luís Prosperi, primeiro Director Nacional, o qual se dedicou ardorosamente às missões populares. Assim, em 1887 já se contavam em Portugal 1.074 Centros e cerca de 850.000 associados e zeladores.

Actualmente, em Portugal, o Apostolado da Oração está presente em todas as dioceses e na maioria das paróquias. Nem em todos os Centros se respira a mesma vitalidade, é claro. Uns são modelares na fidelidade às práticas e reuniões, na inventiva de actividades, na animação paroquial; outros quase se reduzem às práticas do costume.

Uma história com altos e baixos, como é a história dos homens, mas que não tem deixado de produzir abundantes frutos. Assim o confirma a voz autorizada do Papa Pio XII, na mensagem radiofónica dirigida ao 3º Congresso Nacional do A. O., reunido em Braga (19-5-1957):

«Os Anais do Apostolado da Oração são uma das mais belas páginas da história da Igreja em Portugal. E nós sabemos como, em tempos relativamente recentes, quando a propaganda autorizada do mal se propunha eliminar em duas gerações os últimos vestígios do Catolicismo, em terras lusitanas, foi o Apostolado da Oração, por testemunho dos sagrados pastores, uma das principais forças da resistência, para manter vivo o espírito cristão e o fazer vigoroso, mal a tempestade acenou a abrandar». Actualmente, o Apostolado da Oração encontra-se num processo dinâmico de recriação, procurando actualizar a sua proposta de acordo com as novas linguagens e procurando responder melhor às necessidades espirituais do mundo e da Igreja.

Fonte: http://www.apostoladodaoracao.pt/

 

RENOVAÇÃO DAS PROMESSAS DO APOSTOLADO DE ORAÇÃO

O diretor faz uma alocução

Bênção dos emblemas ou medalhas

(O sacerdote benze as medalhas e emblemas, traçando sobre eles o sinal da Cruz ou usando a forma apropriada)

ADMISSÃO DE NOVOS ASSOCIADOS

Responsável – Aproximem-se todos os que pretendem ser admitidos neste centro do Apostolado da Oração.

Director Irmãos, todo o membro do Apostolado da Oração deve procurar, através da consagração e da reparação, corresponder ao amor de Cristo, manifestado no seu Coração. Também se compromete a imitar e amar Maria, como Mãe, servir e obedecer à Igreja e contribuir para a salvação do mundo pelo seu compromisso apostólico. Encontrareis maneira fácil de cumprir os vossos deveres, por meio do vosso oferecimento diário unido ao Sacrifício eucarístico. Estais dispostos a fazer, todas as manhãs, esse oferecimento e a vivê-lo, durante o dia, unidos ao Santo Padre e às suas intenções pelo mundo e pela missão da Igreja?

Novos associados  Sim, estamos.

RENOVAÇÃO DAS PROMESSAS DOS ASSOCIADOS

Director  Como expressão do ideal que vos anima e súplica para o realizardes, fazei a vossa consagração.

Todos os Associados Jesus Redentor, que no Coração aberto na cruz nos manifestastes o vosso amor, nós, para correspondermos a esse amor, prometemos, como membros do Apostolado da Oração, professar especial culto de amor e dedicação ao vosso Coração e à vossa obra redentora. Prometemos oferecer todas as manhãs o nosso dia ao vosso Coração, dar testemunho da nossa fé e fazer da nossa vida um ato de contínuo compromisso apostólico.

Pedimo-Vos confiadamente a graça de permanecer sempre fiéis a este compromisso, para que, vivendo unidos a Vós, ajudemos a construir na terra o vosso Reino. Ámen.